Doc. “Cortina de Fumaça” abre o debate sobre legalização da Maconha.

Quando vemos imagens brutais como esta logo pensamos que se trata de uma infelicidade, uma atitude atípica, uma casualidade. Mas a verdade é que a polícia brasileira é uma das mais violentas do mundo. Não tenho os dados agora, mas a quantidade de mortes/prisões no Brasil é enorme. E este tipo de situação não é uma exceção, são vários os casos de assassinatos covardes como o da imagem acima, alguma vezes a morte é de inocentes e suas famílias clamam pela justiça que poucas vezes prevalece.

Gostaria de deixar claro que não estou defendendo marginais, acredito inclusive que o dinheiro originado do tráfico é utilizado para financiar crimes muito piores, como latrocínios. Mas o X da questão é que esta dita “Guerra ao tráfico” é de uma hipocrisia tremenda. Uso como exemplo uma mangueira com vários furos e você precisa acabar com o desperdício de água. O que você faria? Tentar tapar cada buraco com água saindo por todos os lados, ou ir lá desligar a fonte de água para poder acabar com o desperdício?

A questão é que muita gente poderosa lucra com o tráfico de drogas, em todos os setores corruptos da sociedade. Desde o policial que cobra propina para não prender o grande traficante, passando pela polícia rodoviária que deixa alguma carga passar, o laranja que vai receber e lavar dinheiro do tráfico e chegando até os setores mais altos da política que perpetuam este sistema corrupto. Não é apenas o traficante que lucra com o tráfico e é por isso que estas políticas de combate são falhas e hipócritas, pois não combatem o “peixe grande”, aquele que realmente ganha muito dinheiro com isso.

A “guerra ao tráfico” acaba se tornando uma guerra contra as classes mais baixas da sociedade. Aqueles que não tem escolaridade, emprego, que vivem a margem da sociedade, esquecidos pelo estado, acabam tendo no tráfico o único refúgio para conseguir alguma renda. É claro que esta é a escolha errada, mas para muitos é a única escolha. E são estes que são facilmente substituidos, a ponta do iceberg, que acabam virando estatística: X traficantes foram mortos em confronto com a polícia na “guerra ao tráfico”.

Por todos estes motivos eu acredito fielmente que a Maconha deveria ser legalizada, regulamentada e taxada. Maconha representa 80% do volume de drogas traficadas no mundo. Uma droga que não representa tanto perigo para o usuário, como vários especialistas alegam, é tratada da mesma forma que drogas pesadas com alto poder viciantes como o Crack. Por isso a importância do documentário “Cortina de Fumaça”, informar, desmistificar e levar ao debate sobre este tema que é tratado com muito preconceito por vários setores da sociedade.

Assista o Documentário Cortina de Fumaça na íntegra, é muito interessante. Ele está dividido em 6 partes:

Este debate organizado pela Folha de São Paulo também é bastante instrutivo:

Deixo também o site da Marcha da Maconha, que este ano vai acontecer em maio em várias cidades brasileiras: http://marchadamaconha.org/

Anúncios

22 Comentários

Arquivado em Comentário, Documentário

22 Respostas para “Doc. “Cortina de Fumaça” abre o debate sobre legalização da Maconha.

  1. Naa

    dinheiro originado do tráfego? do TRÁFEGO?! Do TRÁFICO meu filho.. TRÁFEGO é de carro..

  2. lua

    esse documentario é muito foda mesmo.. deveriam fazer palestras por todo o brasil com a base na cortina de fumaça

  3. sinnerman

    gente para e pensa…. essa merda de droga (maconha)… 99% do pessoal que tá no crack, cocaina, heroina, começaram com essa porcaria…..
    o ser humano nunca se contenta com o basico…. ele sempre que algo a mais….
    a tal da maconha, pra mim não tem nem que se discutir…..
    PROIBE ESSA BOMBA (ELA É O START DAS DEMAIS DEPENDENCIAS)

    • Gustavo

      Para mim , deve haver discussão sobre o assunto , não direto em relação a legalizar ou não ,e sim partindo do ponto que a política de combate às drogas nunca funcionou.
      “99% do pessoal que tá no crack, cocaina, heroina, começaram com essa porcaria…..” Fonte: Televisão ??? aliás ,a concordância verbal está errada.
      90% das pessoas que usa essas frases feitas não conhece ninguém que tenha começado com a maconha e partido pra outras drogas nem procura se informar sobre o assunto.
      Minha estatística inventada faz mais sentido que a sua.

      • Ana Lídia

        A questão é liberdade de escolha. Não estamos falando de democracia? Que democracia é essa que priva o direito de ser livre de cada indivíduo e de escolher quais substâncias usarão sem ser repreendidos?
        Você deve mesmo saber que a maconha é uma ‘merda’, uma ‘bomba’ … explique então os seus efeitos medicinais, já que estes estão mais do que estudados, analisados e comprovados!
        Cada um sabe o que é bom pra si mesmo, se isso ou aquilo faz bem ou mal é relativo, não dá pra gente querer discutir opiniões, o que faz bem pra mim pode fazer mal pra você, entende isso!
        E se você não sabe, a maconha é sim proibida, e isso adianta em alguma coisa? Todo mundo deixou de usar e de vender por que é ilegal? Proibir uma coisa é uma forma de fortalecer aqueles que vão praticá-la, mesmo ilegalmente!
        Assista o documentário em questão, principalmente a parte que fala sobre o vício da maconha e esta ser taxada como “porta de entrada”, você vai entender certas coisas!

    • Gabrielle

      foda mesmo é a tua desinformação.
      O cigarro e o alcool,segundo tua lógica, tb deveriam ser tidas como ‘portas de entrada’, no entanto…
      olha, fumo maconha há 2 anos e nunca tive interesse por outras drogas. Esse lance aí varia muito de pessoa pra pessoa.
      leia mais um pouco, se informar mais um pouco, que tu vais perceber que o certo a ser feito é a legalização.

  4. a

    Liberar o caralho!

    Tem é que incriminar o viciado filho da puta que financia cada vez mais essa merda!!!

    Sem viciado,sem traficante!!!

    Ou manda ambos pra vala!!!

    • Gustavo

      sim gênio , só lembre que já tinha gente fumando esse negócio antes de inventarem o tráfico do mesmo.
      Deviam incriminar gente como vc, que fala sem pensar , repetindo os chavões ridículos das mesmas pessoas que vê na tv , pois não tem capacidade de ler alguma coisa e entender.
      Diz ae qual é a sua brilhante sugestão pra fazer com que as pessoas deixem de fumar a erva?
      Só pra constar , as respostas que estão na ponta da sua língua (+polícia , +repressão ,+leis ) são coisas que estão sendo colocadas em prática e até agora não surtiram efeito algum

    • Daniel

      Precisa é eliminar gente como você. Burra, ignorante e quer falar algo sobre o assunto.
      Se tivesse menos gente igual você no Brasil, com certeza o país iria mais pra frente!

    • Victor Marinho

      queria ver se teu filho fosse um “viciado filho da puta” seu filho da puta

  5. cesar

    “99% do pessoal que tá no crack, cocaina, heroina, começaram com essa porcaria”
    bleza…..mais 90% dos maconheiros q usam com sabedoria nao usam outras merdas….talvez uns cogumelos…tudo natural
    seempre natural
    legalize ja

  6. Leeh

    Na verdade, qm se informa melhor acaba descobrindo q a maconha é a mesma coisa do cigarro, com as mesmas consequencias e tals, se o cigarro não for pior !!! … a diferença é q a maconha não é legalizada, apenas isso.
    E todos abominam a maconha cmo se fosse a pior coisa do mundo, pois não sabem toda a história por trás dela…
    Isso saiu até na revista super interessante, eles explicaram tdo!!! Os mais bem informados deveriam saber…
    * PS: eu não sou usuária de nenhum tah :)

  7. Glenn Hummes

    Em primeiro lugar, é TRÁFICO, não TRÁFEGO, no Texto.

    E sim, maconha causa dependência, maconha altera a consciência, e sim, maconha financia os traficantes.
    Se você que está lendo estas linhas usa maconha, parabéns. Você além de viciado, ainda contribuiu para que os traficantes de drogas comprem armas e matem mais pessoas. Isso é fato.
    Foda-se se é natural, se pode ser plantada ou se pode um dia ser usada para tratamento da dor. A questão é que AQUI e AGORA é uma droga ilícita que financia o crime organizado. Tem que acabar com isso antes para que um dia possa talvez ser legalizada, que não vai adiantar nada legalizar, vender por 10 reais 5 gramas ao dia (por exemplo, como em países de primeiro mundo) para um traficante ainda vender à 5 ou menos para competir com a droga legalizada.
    É isso que os cabeças-ocas que defendem a legalização não entendem e não querem entender. O governo americano tentou isso com o álcool nos anos 30, na lei seca, e favoreceu os gângsters e a máfia. Hoje aconteceria o mesmo, ainda mais num país cheio de pessoas ignorantes e não esclarecidas que procuram sempre a ilegalidade para obter vantagens.

  8. Daniel

    Ainda bem que está acontecendo esse debate aqui na parte de comentários. Realmente deu pra ver o quanto de pessoas ignorantes vivem no Brasil tomando notícias que passam na televisão como verdade absoluta. Vejam o documentário “Cortina de Fumaça” e reavaliem seu pensamento.
    Muitas drogas, principalmente a maconha, foram proibidas SOMENTE para ganhar votos nas eleições nos EUA. Outros países, como o Brasil, chuparam as bolas dos Estados Unidos e proibiram também.
    Aposto que esse tal de Glenn Humes que só falou asneiras deve ingerir álcool e achar que está tudo bem. Pois é, se ninguém te falou, álcool é muito pior que a maconha. A diferença é que fizeram da maconha uma droga ilícita, enquanto legalizavam o álcool.

    Sou a favor da legalização, porém cada vez mais desacreditado devido ao povo ignorante que temos vivendo ao nosso redor.

    Sem mais.

  9. Glenn Hummes

    Daniel, você é maconheiro, não?
    Se não for, então é somente um retardado que apóia algo (legalização da maconha) sem medir as consequências do ato num país que não tem educação, saúde ou políticas competentes para administrar mais uma droga liberada.
    Vocês, maconheiros, como sempre, pensam só no ato de fumar e dar um barato, mas esquecem o que esse ato causa dependência, financia o tráfico e o crime e não traz nada além de mais viciados nessa droga, sendo lícita ou não.
    A questão é: o Brasil não tem uma lei eficiente para cuidar dessa venda lícita dessa droga. O tráfico ilegal, assim como o de cigarro e bebidas falsificadas continuará mesmo com uma possível liberação. Já é comprovado que mesmo em países onde é legalizada, não diminuiu o tráfico ilegal, pois um maconheiro não fica só em 5 gramas diárias.
    Então, parem de ser idiotas em defender algo só porque está na moda e é legal e vejam outro ponto de vista, o ponto de vista real da coisa.
    P.S.: Daniel, se eu bebo, não é você que vai me socorrer no caso de um coma alcoólico. Mas eu pago impostos para que maconheiros sejam tratados DE GRAÇA pela saúde pública que, mesmo ineficiente, sai do bolso de cidadãos honestos que ficam entre o crime que os maconheiros financiam.

    • Amigo.
      Você comete alguns erros grosseiros nos seus comentários.
      1º Lei Seca. Foi justamente quando o Alcool foi proibido nos EUA que a máfia e os gângsters puderam lucrar com a venda de bebida ILEGAL. É o contrário do que tu falou, foi a Proibição que ajudou eles, não a legalização.
      2º Maconheiro tratado na saúde pública. Não existe nenhuma pessoa sendo tratada na rede pública por uso EXCLUSIVO de maconha. Diferentemente do cigarro e álcool, que destroem famílias diariamente.
      Se o problema que você vê é financiar o tratamento de viciados em maconha (o que é uma mentira), pois deveria justamente ser a favor da legalização, que traria dinheiro para o governo tratar estes viciados que você não quer pagar.
      “O tráfico ilegal, assim como o de cigarro e bebidas falsificadas continuará mesmo com uma possível liberação.” Aqui você tem razão, a legalização não acaba completamente com o tráfico, mas diminue drásticamente. Você ouve falar na mídia de algum grande traficante de Bebida hoje em dia? Ou de guerra de gangsters como na época da Lei Seca? Claro que não, eles perderam quase todo o poder com a LEGALIZAÇÃO do álcool.
      Se alguém te oferecer um Whisky Black Label por R$ 15,00 você sabe que é roubado ou falso e provavelmente não vai comprar. Se você é fumante também vai preferir comprar no bar ao invés do camelô que vende a carteira por R$ 1,00 mas você sabe que é falsificado/contrabandeado e não gera imposto para o país.
      Sempre vai existir aqueles que vão querer burlar a lei para não pagar impostos, em todos os setores da sociedade acontece isso. Mas quando se legaliza, pelo menos está dando a oportunidade para aquele cidadão que fuma maconha (mas não é bandido ou marginal como gostam de pintar o retrato) de fica de acordo com a lei e contribuir para a sociedade através do pagamento de impostos.

    • Ana Lídia

      e você acha que o dinheiro da educação, da saúde tá indo pra onde querido? Parte dele está no bolso dos seus governantes, e o resto? O resto tá bancando o aumento frequente de cadeias e policiais que lutam (e as vezes até cooperam) contra coisas que nem precisariam ser combatidas se não fosse a criminalização

  10. Phillipe

    A solução é plantar!!!
    Desde 2008 eu não gasto mais nem 1 real pra ter a minha erva.
    No mais, FODA-SE pessoal proconceituoso

    • paulo ivan

      nasceu na terra , cresceu no sol , colheu na lua , se ñ sabem usa-la , isso ñ é culpa sua …. hipocritas ! filhos do sistema.

  11. Felippppe

    Parece bíblico. A ignorância passada de pai pra filho, chega a ser bizarro a incapacidade de perceber o mal que a proibição causa.
    Gente, vamos estudar um pouquinho, parem de comprar idéias vendidas pela televisão (Globo), e incorporar à sua opinião, como se sua fosse. Crime de tráfico ?, “esse crime é uma criação política”, é a força que o “SISTEMA” tem de transferir a culpa de sua ineficiência para algum outro problema inventado, somado a falta de senso crítico da maioria da população, que acredita no que é mais fácil de acreditar, ao invés de estudar o tema, e formar uma opinião fundamentada. Como já disse, chega a ser bizarro, alguns ainda acreditarem que a maconha seja a porta de entrada para as outras drogas. O que as pessoas não enxergam, ou não querem enxergar, é que a primeira droga experimentada pelos jovens, é o álcool, e que 75% dos usuários frequentes de maconha, bebem menos de 350 ml de bebida alcoólica por semana. Pois bem, qual é a porta de entrada mesmo ?
    Mas a questão não é essa, o buraco é bem mais embaixo, é bem mais fácil, usar a mídia (manipuladora), para influenciar as pessoas e criar um conceito desmoralizador para o usuário, e assim poder trata-lo como marginal; jogando-o num presídio, do que enfrentar o problema real. É mais fácil usar esse “marginal” e culpa-lo pela violência existente na sociedade, do que fiscalizar o uso do dinheiro publico arrecadado pelos impostos, para evitar o desvio e o mal uso dos corruptos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s