Arquivo da tag: Governo

Entendendo a crise espanhola.

Depois de assistir me responda: alguma semelhança com o atual boom imobiliário brasileiro?

Eu vejo muita semelhança e acredito que mais cedo ou mais tarde o Brasil vai passar por uma crise semelhante, não igual pq temos algumas diferenças em termos de legislação, mas parecida.

Eu acho que o problema é o incentivo ao crédito, esta é a grande armadilha que o governo e os bancos armaram para empobrecer a população. Ninguém que te oferece crédito é teu amiguinho, seja governo ou bancos, eles oferecem o crédito para depois cobrar juros astronômicos e se você não consegue pagar eles comem teu cu. Eu me preocupo com as pessoas que retiram o crédito do Minha Casa Minha Vida, se por algum motivo eles não conseguirem pagar, o banco vem e retira o imóvel, deixando a pessoa na rua e sem receber de volta nenhum tostão do que já foi gasto. Isso vem acontecendo nos EUA, Espanha e outros países.

Meu alerta é para que tenham muito cuidado com crédito fácil, não acredite naquelas propagandas de bancos oferecendo crédito fácil com juros baixos e cheia de pessoas felizes, isso é uma armadilha. Quem te oferece crédito depois vai querer algo em troca, pode ser o seu rim se você não tiver cuidado.

Deixe um comentário

Arquivado em Comentário, Documentário

Como idiotizar e controlar um povo.

Se você ainda tem uma vaga ideia de que o governo esta aí para servir a população, para ajudar, para tirar as pessoas da miséria, abre teu olho amigo. A questão aqui e em todo o mundo é PODER. E quanto mais idiota for a população mais fácil é controlá-la. Quando todo mundo está desesperado discutindo Futebol, BBB ou A Fazenda, esta é uma vitória dos poderosos que controlam as nossas vidas. Esta é uma guerra de informação. Procure novas mídias, vá para internet, não acredite na televisão, eduque-se e eduque o próximo. Somente um povo educado pode se libertar destas amarras.

Peguei este texto aqui: http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-como-dominar-um-povo-j%C3%A1-idiotizado-10-passos?pid=33114#pid33114

1-Acabar/destruir uma educação de qualidade.

(educadores mal remunerados acabando com a dedicação e amor a função e material didático de péssima qualidade)
2-Dar pouca ou nenhuma possibilidade de ascensão social as massas idiotas do povo.
(poucas famílias terão este privilegio).
Eles não devem pensar
Não premiar ninguém por ser bom medico, bom professor etc.
Mas poderão alcançar se for jogador de futebol, dançarino, cantor sertanejo das massas.
3-Criar uma mídia inútil.
(as massas não devem pensar, só seguir o que lhes é colocado).
Entrete-los com noticias sobre futebol ou os rumos da seleção, carnaval, culinária, dançarinas semi-nuas, fofocas de famosos, novelas que nada constroem, pelo contrario desagregar ao Maximo o nucleo familiar é o segredo.
Jamais veicular programas que incentivem o povo a pensar.
4-Garantir que o sistema de saúde seja HORRIVEL.
(Manter a população sob controle e garantir que ela esteja com a saúde debilitada)
Poucos devem acesso a tratamentos de saúde adequados.
Programar para que o tempo de atendimento não seja inferior a 3 meses.
Demorar ao Maximo este prazo de atendimento.
Caso haja um questionamento por parte do povo idiotizado, basta piorar este estado de coisas.
Garantir também dificuldade aos remédios, tanto pelos preços quanto pelo atraso em fornecer as massas.
Não deve existir o tal tratamento digno.
5-Cobrar altos impostos.
(Deve-se criar um sistema injusto de impostos)
Por ex:
Deve se cobrar por uma bicicleta metade do valor em impostos, cobrar tudo o que for possível, para viver, trabalhar, comprar, vender e até para morrer.
Na dominação, os impostos Não São para promover MELHORIAS.
6-Garantir a impunidade.
(Não se recuperar ninguém nas prisões e quando soltos os criminosos terão aprendido mais do mundo do crime dentro dos presídios).
O policial será mero fantoche e pau mandado.
Tiraremos o poder policial aos poucos.
As pessoas devem permanecer o Maximo em suas casas com medo do externo e ruas.
Amedrontar é o segredo, mantendo-as dentro dos lares na frente da T.V.
A corrupção deve ser comum.
7-Tudo deverá funcionar mal, impostos e cobranças rigorosos, mas o atendimento em repartições péssimos e irritantes.
(falência e mau atendimento dos serviços públicos e não se deve dar chance e lugar algum a se recorrer e reclamar).
8-Promover o desemprego.
Não é a meta.
Só fachada e mentira que as massas irão acreditar quando veiculados que fora de seu estado o emprego aumentou.
9- Jamais investir em tecnologia.
(exportar produtos brutos como soja, café, açúcar e minério de ferro é a meta.)
E isso deve ficar na Mao de poucas famílias privilegiadas.
Nunca agregar a estes produtos valor algum.
O povo deve estar sub-empregado para servir a este sistema estas poucas famílias controlarão estas riquezas.
10-Empregar pessoas no governo, que dupliquem sua renda em poucos anos.
Que sejam colocados em cargos sem preparo com salários exorbitantes.
Premiar a incompetencia e a lei de Gerson.

Será que existe um país assim??


O pior de tudo isto, é que recebi de um ex-vereador.
Hoje detesta a politica.
O cara era de esquerda e foi dos quadros do PT(Partido do Trambique).
Depois que seu filho do meio foi morto num sequestro relâmpago e descaso do fator segurança.
Ficou chocado com que ouviu do proprio partido.
Coisitas como as decritas acima.
Querem mais, ou querem que eu desenhe??” hunter777

Deixe um comentário

Arquivado em Comentário

Brasil tem assessores demais, diz estudo – Partidarismo incha a máquina.

O nepotismo e partidarismo continuam a inchar a máquina pública sem que possamos ver um fim para essa pouca vergonha. Mal começou o ano e nossos governantes suavam para aprovar medidas importantes? Claro que não, eles brigavam por cargos. Existe algum tipo sintonia política e ideológica na união do PT com PMDB? Claro que não, o PMDB deu seu apoio e agora cobra seus devidos cargos, ameaçando inclusive votar contra o governo em pautas importantes. E assim seguimos, nossos políticos brigando por dinheiro e poder e povo vendo tudo isso calado, até quando eu me pergunto.

Veja a matéria publicada na Folha.com:

“Estudo da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) aponta que o modelo brasileiro de DAS compreende um número exagerado de cargos, não oferece transparência nos critérios de nomeação nem avalia o desempenho dos nomeados.

Pela avaliação, o sistema mistura diferentes objetivos, como preenchimento de postos políticos, recrutamento de especialistas do setor privado e ascensão profissional de servidores de carreira.

Isso ajuda a explicar os cerca de 22 mil cargos envolvidos, em uma força de trabalho de 570 mil funcionários no Poder Executivo.

Em comparação citada no documento, nos Estados Unidos há algo como 7.000 postos de livre nomeação, listados pelo Congresso após a eleição presidencial. Há ainda pouco mais de 8.000 vagas para o alto escalão, metade delas reservada a servidores que são submetidos a um processo de seleção.

Os números são muito mais modestos em outros países citados: na Holanda, são 780 vagas no governo, distribuídas em cinco níveis hierárquicos; no Chile, 837, em apenas dois níveis.

CONSEQUÊNCIAS

Quantidades não são, porém, a preocupação do estudo, até porque comparações entre países devem ser relativizadas em razão das diferentes estruturas do Estado. A análise se concentra nas consequências do modelo de DAS na gestão do governo.

“É difícil para o público brasileiro saber onde termina a atividade política e onde começa a administração profissional”, diz o texto.

“Não há descrições publicamente disponíveis das competências requeridas para as posições ou dos méritos das pessoas selecionadas.”

Relata-se que o governo Lula, em 2005, reservou para servidores públicos 75% dos cargos DAS de um a três e 50% dos DAS-4, mas a eficácia da medida para a profissionalização do sistema é vista com ceticismo.

Sem mecanismos transparentes de seleção, avalia o documento, a reserva de vagas não consegue impedir a ingerência política.

“Potenciais candidatos a cargos de comando podem querer evitar incômodos aos ministros”, exemplifica-se.

Quase 70% dos cargos DAS são ocupados por servidores, numa definição ampla que abrange funcionários ativos ou aposentados dos governos federal, estaduais e municipais, além de empresas estatais. No DAS-6, a proporção cai para 56%.

Para a OCDE, o modelo brasileiro de DAS apresenta pelo menos a vantagem de introduzir alguma flexibilidade em uma burocracia que, embora de qualificação acima da média latino-americana, é engessada devido à organização das carreiras e a aversão a premiações individuais por desempenho.”

Deixe um comentário

Arquivado em Comentário, Notícia

O Poder dos Pesadelos

O Poder dos Pesadelos (The Power Of Nightmares) – A Ascensão da Política do Medo – Episódio 3: “As Sombras Na Caverna”

Este documentário apresenta como alguns dos mitos atuais são, na verdade, criados, propagados, distorcidos e exagerados pelos governos, afim de obter mais controle sobre a população. Neste link tem a parte 3 do documentário legendado em Português. Muito interessante, vale muito assistir.

http://video.google.com/googleplayer.swf?docid=7601165999682228862&hl=en&fs=true

Deixe um comentário

Arquivado em Documentário